A Prefeitura de Passos, a Secretaria Municipal de Saúde e o Cerest (Centro de Referência Regional de Saúde do Trabalhador) comemoram no próximo 28 de fevereiro o Dia Internacional de Prevenção de LER/DORT (lesões por esforços repetitivos e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho). Visando reduzir esses problemas de saúde pública entre os trabalhadores, a Prefeitura de Passos, por meio do Cerest, trabalha intensamente com divulgação e ação de conscientização de prevenção às LER/DORT.

As lesões por esforços repetitivos e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho são processos inflamatórios de músculos, tendões e ligamentos decorrentes ou agravados pelo trabalho e constituem-se num dos mais graves problemas de saúde enfrentados pelos trabalhadores nas últimas décadas no Brasil e no mundo. De acordo com dados do SINAN 2013 (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), do Ministério da Saúde, no ano passado, foram notificados 31 casos das doenças no município de Passos.

As faxineiras, costureiras e os motoristas estão entre os profissionais mais acometidos pelas lesões e distúrbios. Ainda conforme o SINAN, 44% dos pacientes são do sexo masculino e 56%, do feminino. Ainda verificou-se aumento de 30% no sexo masculino em relação ao ano anterior.

Segundo a coordenadora do Cerest em Passos, psicóloga Kelly Ramos dos Santos, trabalhadores e empresas recebem toda a assistência necessária através da Prefeitura – desde o diagnóstico, tratamento, até a prevenção e capacitação.  “Primeiro, o paciente passa por uma avaliação da fisioterapeuta (Andrea Borges Lopes), depois é atendido por uma equipe multidisciplinar, com psicólogo, enfermeiro, assistente social, e é encaminhado para o diagnóstico médico”, disse, acrescentando que após o diagnóstico e a prescrição do tratamento, a equipe aplica no paciente os procedimentos indicados pelo médico.

O trabalho do Cerest prossegue quando a doença é diagnosticada, abrangendo, além do paciente, o seu próprio local de trabalho. A coordenadora explica que sua equipe faz vigilância com base nas notificações, capacitação com profissionais da rede de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde), capacitação em empresas na semana da SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho) com orientações quanto à qualidade de vida e posturas ergonômicas, capacitação nos municípios da área de abrangência do Cerest.

“No momento, a equipe está iniciando as orientações nas ESFs (Estratégias de Saúde da Família) relacionadas aos encaminhamentos e importância do preenchimento da notificação pela rede SUS para, assim, melhorar a efetivação das ações de promoção, prevenção, assistência, educação permanente e suporte técnico especializado”, disse Kelly dos Santos.

De acordo com a referência técnica em mobilização e comunicação do Departamento de Saúde Coletiva da Secretaria de Saúde, Gabriel Patrick de Jesus Abreu, a prevenção das LER/DORT implica em mudanças na base técnica e organizacional do trabalho, em especial na diminuição da intensidade e dos ritmos de trabalho, que são acelerados por máquinas e/ou por metas de produção abusivas.

A adequação dos postos de trabalho, atenção quanto à postura correta, variação de tarefas, utilização de pausas curtas a cada hora trabalhada, bem como alongamento muscular das regiões mais utilizadas durante as atividades, diminuem a sobrecarga física e psicologicamente os trabalhadores.

Conforme estudo realizado pelo Ministério da Previdência Social, as LER/DORT atingem todos os setores produtivos, com grande incidência na agricultura, indústria e setor financeiro, sendo verificada também no setor de transporte e na construção civil.