O Palácio da Cultura de Passos apresenta a exposição “Identidade Rústica”, da artista paulista Nina Morais, moradora de Furnas há 24 anos. A visitação pública acontece até 29 de novembro, das 9h às 17h30. O trabalho de Nina Morais mistura arte e natureza, que a ajudam a criar diversas obras artesanais que são oferecidas para moradores e turistas em sua loja no bairro onde fica a usina hidrelétrica, município de São José da Barra.

“Queria uma loja tão original quanto Minas”, diz a artista-artesã, ao explicar sua criatividade que se materializa em roupas, acessórios, quadros, móveis rústicos artesanais, cerâmica, aramados, lustres, cristais, arranjos florais e toda a linha da tecelagem mineira, como colchas, cortinas, almofadas, jogos americanos e mantas.

A matéria-prima de suas peças é extraída de fibras naturais como juta, taboa, apuí, junco, vime, palha de milho, fibra de bananeira e de coqueiro, além do linho e algodão para as toalhas e cortinas. “Gosto de ir aos locais, ver o que estão fazendo de novidade. Em alguns casos oriento o que quero, sem interferir no estilo do artesão”, disse.

Outra fonte de Nina Morais são artesãos da região, cujo trabalho absorve e transmite o melhor de Minas Gerais, segundo ela. “Meu grande prazer é captar uma peça feita à mão por gente mineira e introduzi-la em espaços modernos de clientes de bom gosto, humanizando e dando charme ao ambiente”, revela a artista, nascida Maria Albina Zero Morais, em Pedregulho (SP), mas residente no Bairro de Furnas há mais de duas décadas.